Pesquisar
Close this search box.

Air France voará para 167 destinos no inverno europeu 2024

A Air France terá operação em 79 países e capacidade de assentos por quilômetro em voos de longa distância chega a 98% dos índices de 2019

Após uma temporada de verão no hemisfério norte marcada por forte demanda, especialmente para viagens de longa distância, a Air France segue com a reabertura global e expansão de sua malha ao redor do mundo. Durante a temporada de inverno europeu 2023-2024 (novembro de 2023 – março de 2024), a companhia aérea voará para 167 destinos – 84 de longa distância e 83 de média distância. Destaque também para o fato de que a empresa operará em níveis próximos do inverno europeu de 2019, com 98% da capacidade daquele ano em termos de assentos por quilômetro disponíveis em voos de longa distância.

Longa distância: Raleigh-Durham e Abu Dhabi são incluídas na malha e capacidade para a Ásia aumenta 60%

O inverno no hemisfério norte 2023-2024 contará com um aumento de 20% na capacidade para a América do Norte, em comparação com 2019. Durante esse período, a Air France operará até 212 voos por semana para 20 destinos nos Estados Unidos, Canadá e México. Raleigh-Durham (Carolina do Norte, EUA) será incluído na rede da Air France a partir de 30 de outubro, com três voos semanais no Boeing 787-9. A cidade se tornará o 14º destino da Air France nos EUA neste inverno.

Além disso, a empresa estenderá seu serviço em Ottawa (Canadá) durante o inverno. A rota para a capital canadense foi inaugurada em junho e os voos são a bordo do Boeing 787-9. Já o serviço para Dallas (EUA), Vancouver (Canadá), Boston (EUA) e Montreal (Canadá) será reforçado, com mais voos ou mais aeronaves de maior capacidade. Mais um destaque é que em homenagem aos seus 90 anos, a partir de 29 de outubro, a Air France renumerará os seus voos entre Paris-Charles de Gaulle e Nova Iorque-JFK (EUA). Os voos AF015 e AF022 passarão a ser AF001 e AF002, os icônicos números de voo do Concorde até 2003.

Em direção ao sul, a Air France reforçará a operação para a América Central e do Sul, com a introdução do serviço diário para San José (Costa Rica), no Airbus A350-900. Os voos para Bogotá (Colômbia) também serão operados pelo Airbus A350-900, aumentando a capacidade na capital colombiana. No Caribe, em 1º de dezembro, a Air France irá inaugurar uma nova rota entre Pointe-à-Pitre (Guadalupe) e Saint-Martin – um voo semanal a bordo do Airbus A320. Dessa forma, será elevado para sete o número de destinos atendidos pela rede regional caribenha da Air France: Belém (PA), Caiena, Pointe-à-Pitre, Fort-de-France, Saint-Martin, Miami e Montreal.

No oriente, a oferta da Air France de/para a Ásia também deverá crescer. Embora ainda abaixo dos níveis de 2019, a capacidade aumentará em 60% quando comparada com o inverno no hemisfério norte de 2022-2023, impulsionada pela China e pelo Japão. A empresa manterá ainda os voos diários na China para Pequim, Xangai e Hong Kong no período e adicionará um segundo voo para Tóquio-Haneda (Japão). Além disso, a companhia voará até 16 vezes por semana para os dois aeroportos de Tóquio. Por fim, os voos diários serão retomados para Bangkok (Tailândia), e o destino poderá desfrutar de até 10 voos por semana durante os meses de pico de janeiro e fevereiro de 2024.

Já como parte de uma cooperação com a Etihad Airways, a partir de 29 de outubro, a Air France começará a voar para Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos). Os voos partirão todos os dias, operados pelo Airbus A350-900. O serviço para Dubai, no mesmo país, será feito 14 vezes por semana a bordo do Boeing 777.

Na África, a Air France voa agora diariamente para Nairobi (Quênia), e a rota para Dar Es Salaam (Tanzânia), inaugurada em junho, como continuação do serviço para Zanzibar (Tanzânia), será estendida durante a estação.

Por questões de segurança, os voos de/para Niamey (Níger), Bamako (Mali) e Ouagadougou (Burkina Faso) permanecem suspensos até novo direcionamento.

Implantação das novas cabines nos Boeing 777-300 ER e nos Airbus A350-900 já está em andamento

A Air France segue lançando as suas mais recentes cabines de longas distância, sendo gradualmente implementadas em 12 Boeing 777-300 ER, e agora também nos modelos Airbus A350-900.

Parte do movimento da Air France com foco em um serviço de primeira linha, esse novo produto, disponível nas classes Business, Premium Economy e Economy, constitui a base da nova experiência de viagem da companhia. E, durante a estação, estará disponível em voos selecionados para Nova York-JFK, Nova York-Newark, Boston (EUA) Rio de Janeiro (RJ), Bangkok (Tailândia), Dakar (Senegal), Tóquio-Haneda (Japão), Hong Kong, Xangai (China) Seul-Incheon (Coreia do Sul) e Joanesburgo (África do Sul).

Curta e média distância: mais de 660 voos diários e retomada de rotas sazonais para a Escandinávia

Liderando as viagens de média distância no período, está o reinício das rotas sazonais entre o aeroporto Paris-Charles de Gaulle e Tromsø (Noruega, dois voos por semana a partir de 28 de outubro), Rovaniemi (Finlândia, três voos por semana a partir de 2 de dezembro e até sete voos por semana durante o feriado de Natal), Kittilä (Finlândia, um voo por semana a partir de 23 de dezembro) e Innsbruck (Áustria, um voo por semana a partir de 23 de dezembro).

Os voos para Cracóvia (Polônia) serão estendidos durante o inverno europeu, acontecendo três vezes por semana no Embraer 190.

Neste momento, os voos de/para Tel Aviv (Israel) permanecem suspensos até 31 de outubro.

Por fim, a afiliada low cost do Grupo Air France-KLM, a Transavia France, voará para 84 cidades em 26 países neste inverno europeu. Novamente, a empresa será a principal companhia aérea de baixo custo a operar nos aeroportos de Paris.

Horários, dias e tarifas detalhados dos voos estão disponíveis em airfrance.com e transavia.com.

Escape Magazine
Escape Magazine