Pesquisar
Close this search box.

Mustang Mach E: herdeiro das estrelas de Hollywood e das pistas de corrida

Mustang Mach-E

Mustang Mach E da Ford, testado no Circuito Panamericano Pirelli, é digno de filme

Com tantas referências cinematográficas ao Mustang, chegamos finalmente ao elétrico Mustang Mach E, que como herdeiro direto de todas estas estrelas do passado, homenageia cada um destes modelos que fizeram parte da sua história em seus diversos detalhes de acabamento, design, tecnologia, avantajadas dimensões internas, conforto e potência. Com seus mais de 397 quilômetros de autonomia com apenas 1 recarga de sua bateria.

Mach-E

Durante o Circuito Panamericano, que possui uma pista de corrida inspirada em Le Mans, o famoso Circuito de Fórmula 1 de Mônaco, experimentamos o Mach E na pista e a primeiríssima impressão: Conforto, Versatilidade e Luxo, que são o cartão de visitas do SUV.

Do acabamento interno: os encaixes, bom gosto na escolha dos materiais e a tecnologia impressionam. Já a potência, fica por conta de seus mais de 480 cavalos que divididos por seu peso de 270 quilos, entrega pouco mais de 4 quilos por cada cavalo. Isto significa, na prática, ir do 0 ao 100 em menos de 3,7s, portanto: não falta Ação na direção do modelo! Experimentamos a precisão e controle que o carro possui durante os exercícios de ZigueZague com cones na pista. Apesar da alta velocidade, sentimos que o Mach E entregou muita estabilidade e precisão.

Mustang Mach-E

Ao final do dia, tivemos a certeza que o filho mais novo da família Mustang fez uma excelente estreia, e mostrou muita flexibilidade, ou seja, um carro confortável e conectado para o dia a dia e um esportivo voraz e sexy para o final de semana, assim como seus antecessores que brilharam nas telonas, este também, brilhará nas pistas. Confira 3 filmes estrelados pelos antecessores do Mach E:

007 Contra Gold Finger

Iniciaremos por uma estréia de 64 – 007 Contra Gold Finger – filme da adaptação do livro homônimo escrito por Ian Fleming, trouxe para as telonas: Ação, Luxo e Poder, além de um dos vilões mais icônicos da franquia, o joalheiro Goldi Finger. E lá está o famoso Mustang Fastback Dourado.

Bullitt de 68

Já mergulhando nos filmes policiais, o Mustang GT 390, protagonizou uma das primeiras perseguições de carros no filme Bullitt de 68, na cena o protagonista foge de um assassino que pilotava uma Dodge Charger. Este clássico inspirou diversas outras obras cinematográficas.

Eu Sou a Lenda

Nos idos de 2007, Will Smith pilota o clássico Mustang Shelby GT500, no filme pós-apocalíptico em que enfrenta a decadência da sociedade, devastada por um vírus que transformou todos em zumbis. Todo o cenário de devastação do filme serve de contraste para destacar ainda mais a beleza e sensualidade das curvas externas do Mustang.

Veja o vídeo:

Escape Magazine
Escape Magazine