Pesquisar
Close this search box.

Festival Off Deluxe oferece alta gastronomia orgânica

Edição de verão reúne 40 casas em SP e Rio de Janeiro e 200 receitas sustentáveis e livres de agrotóxicos. Farabbud, Camden House e Ruella são alguns dos estreantes

Saúde, sabor, frescor. Essa é a proposta do Festival Off Deluxe do verão de 2017. O Organic Food Fest acontece de 28/01 a 12/02 em 40 restaurantes badalados de São Paulo e do Rio de Janeiro e vai reunir mais de 200 receitas inéditas e sustentáveis. Será a 3ª edição do Off, o único festival da alta gastronomia à base de orgânicos do Brasil, e a primeira versão deluxe. Com a proposta de uma verdadeira opção sensorial e degustativa, chefs precisarão criar um menu-degustação exclusivo de, no mínimo, 5 tempos com metade dos ingredientes de origem orgânica e o restante de proveniência agroecológica ou de pequenos produtores. O menu terá o preço fixo de R$ 150 (por pessoa), em São Paulo, e R$ 180, no Rio, já incluindo uma taça de drinque como cortesia.

unnamed-2
Um dos estreantes desta edição do Off é o premiado gastropub inglês Camden House, no Itaim Bibi. A chef Elisa Hill preparou, como opção de entrada, a Moela do Cervejeiro: miúdos de frango orgânicos cozidos na cerveja Ale, de produção caseira.

 Crédito da foto: David Ktorza.

Para ser orgânico, o produto não pode ter recebido adubo químico, agrotóxico, hormônio, antibiótico, insumo geneticamente modificado, radiação ou qualquer aditivo sintético. Em São Paulo, o premiado gastropub inglês Camden House, do Itaim Bibi, o contemporâneo Nambu, de Higienópolis, o italiano Vinheria Percussi, de Pinheiros, o tradicional árabe Farabbud e o francês Pimentel, ambos de Moema, os bistrôs Ruella, da chef Danielle Dahoui (apresentadora do reality “Hell’s Kitchen – Cozinha Sob Pressão”, do SBT) são alguns dos estreantes desta edição, que vão adaptar ou ampliar seus menus de base orgânica para atender às regras do festival. Também toparam o desafio os restaurantes: Aguzzo, Antonietta Empório e Restaurante, Bar da Dona Onça, Bossa, Café Journal, Chez Vous, Condessa Bistrô, Felix Bistrot, Jacarandá e La Piadina. Na maioria dos casos, em edições anteriores, os chefs bateram as metas mínimas e conseguiram apresentar pratos de 80 a 100% orgânicos.

unnamed-1
Outro participante desta edição é o italiano Vinheria Percussi, de Pinheiros.

Crédito da foto: Luis Simione.

O evento tem, ainda, uma ação solidária. A cada menu vendido, o restaurante oferece ao cliente a oportunidade de contribuir com R$ 2 a mais em prol da associação comunitária Monte Azul (www.monteazul.org.br). Fundada em 1979, a ONG atua na periferia de São Paulo desenvolvendo importantes projetos de saúde e reeducação alimentar, como a implantação de hortas orgânicas próprias em comunidades carentes.

Criado pelo empresário alemão Matthias Börner, grande entusiasta do mercado de orgânicos, o festival visa disseminar o uso de alimentos orgânicos na alta gastronomia e fomentar o setor no Brasil. Alimentos orgânicos fazem bem à saúde por serem mais completos nutricionalmente, mais saborosos e ricos em minerais como ferro, selênio e potássio do que os convencionais. Pessoas com alergias e intolerâncias alimentares também têm se beneficiado de dietas de origem orgânica. Eles são benéficos à saúde também de quem os produz e manipula, por não haver risco de intoxicação. “A produção dos orgânicos respeita princípios, como proteção da biodiversidade, condições dignas de trabalho e o manejo correto da água e do solo. Substituir a alimentação convencional pela orgânica é iniciar uma revolução sustentável. Na Europa, até cidades com apenas 50 mil habitantes possuem supermercados inteiramente orgânicos”, explica Börner, idealizador do evento. Um primeiro importante passo para tirar do Brasil um rótulo vergonhoso: campeão mundial no uso de agrotóxicos. Iniciativa para promover uma alimentação saudável e um consumo sustentável. Sabor sem veneno.

Escape Magazine
Escape Magazine