Pesquisar
Close this search box.

Nova Zelândia de Norte a Sul: Vulcões, Gêiseres e a fascinante Cultura Maori

nova zelândia

Localizada ao lado da Austrália, a Nova Zelândia é uma ilha paradisíaca de natureza intocada. De clima temperado, com os termômetros marcando 25º C no verão, o país é composto por duas regiões principais, a ilha Norte e a Sul – com paisagens únicas em cada época do ano. As majestosas montanhas neozelandesas revelam uma variedade de cenários que, inclusive, já marcaram as telas do cinema. Enquanto suas tradições preservadas, como a cultura Maori, consolidam o país como um dos mais extraordinários do planeta.

Esta viagem começa na cidade de Rotorua, no centro da North Island. E a primeira parada? Wai-O-Tapu Thermal Wonderland – o maior parque geotermal da Nova Zelândia. Entre gêiseres e vulcões, as trilhas do parque levam os visitantes aos principais atrativos locais, que incluem lagos de águas termais em tons de verde e laranja. A Champagne Pool, ou piscina de Champagne, leva esse nome por suas águas borbulhantes, que podem chegar aos impressionantes 74º C, em uma cratera de 65 metros de largura. 

Nova Zelândia

Ainda no Wai-O-Tapu Thermal Wonderland, visitamos o famoso gêiser Lady Knox, que entra em erupção apenas uma vez por dia, sempre no mesmo horário, às 10:15 da manhã. Momento esperado pelos visitantes, que preparam suas câmeras para o espetáculo de água e vapor que pode chegar aos impressionantes 20 metros de altura. Enquanto isso, o gêiser Pohutu, localizado no Parque Te Puia, entra em erupção mais de 20 vezes por dia e é lar de piscinas de lama, fontes termais e do pássaro kiwi – importante símbolo da Nova Zelândia.

O Parque Te Puia é também o melhor destino para quem sonha em conhecer mais de perto as tradições do povo Maori. A comunidade indígena mais conhecida da Nova Zelândia recebe seus visitantes com apresentações de canto e dança. Os Maori chegaram ao país há cerca de 700 anos e vivem, em sua maioria, na Ilha Norte – principalmente em Rotorua, cidade onde a cultura maori tem mais força, já que uma de suas tradições ancestrais é a utilização do calor natural das águas termais para a preparação de comida

maori na nova zelândia

Outra tradição dos Maori, e uma das que mais chamam atenção, é a arte da tatuagem, importante símbolo da identidade do povo. As tatuagens simbolizam uma espécie de indíce de status social, ou seja, quanto mais traços, maior a posição na comunidade, sendo as artes no rosto a expressão máxima de identidade Maori. Os desenhos são formados por linhas e padrões geométricos que possuem um significado especial e podem representar a jornada de vida da pessoa que a carrega.

Apesar do idioma mais utilizado na Nova Zelândia ser o inglês, a língua do povo Maori, Te Reo, é muito presente no dia a dia dos neozelandeses. Os turistas podem perceber isso ao encontrar palavras do idioma escritas em placas e em construções esculpidas em madeira, com diferentes desenhos e padrões.

De grande importância para os Maori, o parque geotérmico Hell’s Gate funciona como um spa ao ar livre e, ao contrário do que seu nome indica, é um lugar para relaxar. Com propriedades medicinais, a água sulfurosa e a lama geotérmica são próprias para o banho e, apesar do cheiro de enxofre característico de Rotorua, a experiência não pode ficar de fora de um roteiro pela Nova Zelândia.

nova-zelandia-vulcao

Para quem ainda duvida da beleza do país, os habitantes da cidade de Gisborne podem provar o contrário. Morando a pouco mais de 500 km de Wellington, eles são sempre os primeiros do mundo a ver o nascer do sol. Todo ano, as praias de areia branca da cidade, como Pouawa, recebe muitos turistas de diferentes partes do país para comemorar o Reveillón e iniciar o ano com um grande espetáculo visual.

Ainda na Ilha Norte, White Island abriga um dos vulcões ativos mais altos do país. Sua cratera supera os 300 metros de altura e sua cortina de vapor pode ser vista a quilômetros de distância. Para conhecer White Island, é necessário reservar um tour guiada e o trajeto dessa aventura cheia de adrenalina pode ser feita de barco ou helicóptero.

viagem a Nova Zelândia

Seguimos viagem até Ilha Sul, destino que guarda algumas das paisagens mais lindas do país, dignas de cenários cinematográficos. Aos amantes de ficção científica, Edoras Tour é o nome do roteiro turístico muito conhecido pelos fãs de O Senhor dos Anéis, onde é possível acompanhar os cenários que deram forma ao filme. O tour começa na cidade de Christchurch, às 9 da manhã e dura o dia inteiro. Na parada do Monte Sunday, é possível ter uma visão 360º no topo do local e entender a escolha do cenário por parte da produção do filme.

Para quem deseja explorar ainda mais o roteiro cinematográfico da Nova Zelândia, a cidade de Matamata, foi a escolhida para abrigar a Hobbiton, mundo fictício que representa a vila dos Hobbits. As filmagens da trilogia, no entanto, aconteceram longe dos olhares curiosos, já que o cenário era praticamente isolado. Hoje, agências de turismo oferecem tours em diversos pontos do país para que você também viva a experiência incrível da eterna Terra Média, ou melhor, da Nova Zelândia.

Beatriz Cyrino
Beatriz Cyrino