Pesquisar
Close this search box.

Dirigimos o Mustang GT Performance: potência máxima e tecnologia na pista do Velocitta

Mustang GT Performance_pista (

Confira a experiência do potente Ford Mustang GT Performance de sétima geração na pista do Autódromo Velocitta

Em março deste ano, a Escape Magazine foi até a pista do Velocitta, em Mogi, para ver de perto o novo Ford Mustang GT Performance. A experiência de dirigir o muscle car que detém o título de “mais potente da Ford” se torna também emocionante por seu visual, que é uma homenagem aos elementos clássicos do modelo original dos anos 60.

Novo Mustang

O cupê esportivo mais vendido do mundo há oito anos consecutivos evoluiu no desempenho, na tecnologia e no design para continuar a ser a expressão máxima do muscle car e entregar o que os seus fãs mais desejam: o prazer de dirigir.

Essa edição é histórica, também, por marcar a comemoração de 60 anos de lançamento do ícone.

“Essa nova geração inaugura mais um capítulo na história do Mustang, que tem uma trajetória única dentro da indústria e impressiona pela capacidade constante de evolução e inovação. E todo esse sucesso, na verdade, tem uma razão muito simples: a grande paixão que, assim como os fãs, todos os times da Ford têm por esse produto”, diz Rogelio Golfarb, vice-presidente da Ford América do Sul.

Equipado com motor Coyote V8 5.0 de quarta geração, de 488 cv, e transmissão automática de dez velocidades com nova calibração, o Mustang GT é o mais potente de todos os tempos. Traz também vários aprimoramentos na direção, suspensão e freios para proporcionar uma experiência de direção incomparável.

As novidades incluem suspensão adaptativa MagneRide com quatro opções de ajuste, sistema de detecção automática de buracos e barras estabilizadoras herdadas do Mach 1, que aumentam a rigidez torsional. Os freios são Brembo de alta performance tanto na dianteira como na traseira, com discos maiores e pinças com seis e quatro pistões, respectivamente. As rodas exclusivas de 19”, com pneus Pirelli P-Zero 255/40 R19 na dianteira e 275/40 R19 na traseira, contribuem para a excepcional aderência

O freio de estacionamento eletrônico Drift Brake, que permite fazer manobras de derrapagem controlada das rodas traseiras, é outra novidade que amplia o leque de técnicas de pilotagem. Os recursos para pista incluem também o Line Lock para manobras de “burn out”, cronômetros e medidores auxiliares no Track Apps.

O novo Mustang GT vem com seis modos de condução para o motorista calibrar a seu gosto desde a assistência elétrica da direção, a sensibilidade do acelerador, a rigidez da suspensão e o ronco do escapamento, até a aparência do painel de instrumentos para diferentes situações de rodagem.

Novo Mustang interior

No interior o cockpit totalmente novo, inspirado em caças a jato, transpira tecnologia e performance. As telas de 12,4” e 13,2” do painel de instrumentos e do multimídia SYNC 4 formam um conjunto único, com várias opções de personalização. O pacote inclui também GPS embarcado, Android Auto e Apple CarPlay sem fio, carregador por indução e som B&O de alta qualidade.

O volante esportivo de base reta, com revestimento em couro e aquecimento, oferece excelente empunhadura. Os bancos parcialmente em couro contam com ajustes elétricos, ventilação e aquecimento. Outro recurso novo e divertido – desenvolvido pela engenharia brasileira – é o Remote Rev, que permite ligar e acelerar o motor remotamente pela chave.

Os itens de segurança incluem monitoramento de ponto cego, assistente de manobras evasivas e sensor de ré, além de piloto automático adaptativo com Stop & Go, frenagem autônoma de emergência, assistente de manutenção e centralização em faixa, entre outros. O esportivo conta ainda com atualizações “over the air” para melhorar a sua segurança e performance ao longo do tempo.

Um clássico moderno

mustang

O Ford Mustang GT de sétima geração tem estilo ousado e empolgante, com uma interpretação moderna de elementos originais e atemporais do ícone. A sua silhueta mantém as proporções clássicas de capô longo, traseira curta e teto baixo, com uma nova leitura de design. As linhas da carroceria exibem vincos mais fortes e raios mais curtos, com transições rápidas que destacam sua aerodinâmica aprimorada em tunel de vento.

Os faróis full-LED com novas luzes de assinatura de três elementos e perfil alongado transmitem refinamento tecnológico, ao mesmo tempo em que dão ao carro um olhar intimidador de “sobrancelha cerrada”, que impõe respeito. A linha do teto também foi otimizada para facilitar a entrada e saída do motorista sem precisar remover o capacete nas pistas.

A traseira é igualmente nova, com um vinco pronunciado em forma de cunha, spoiler elevado para o equilíbrio aerodinâmico e ponteiras duplas de escapamento cromadas. A lanterna de três barras, com seta sequencial, é mais um elemento clássico revisitado. A linha de cintura mais baixa e os ombros pronunciados são outros elementos que contribuem para dar um visual mais encorpado e musculoso ao novo Mustang.

“A nova geração do Mustang não é uma evolução e sim uma revolução no design. Tudo nele remete a musculatura”, diz Andréa Sagiorato, designer da Ford América do Sul. “E quando se destrava o carro ele exibe um show de luzes na dianteira e na traseira. A projeção do ícone do cavalo no chão é outro sinal de boas-vindas.”

Modos personalizados

mustang

O motorista pode configurar rapidamente os parâmetros do Ford Mustang GT Performance para diferentes situações, seja para rodar em uma estrada sinuosa ou uma competição de fim de semana. Os ajustes incluem: assistência da direção elétrica, ronco do escapamento, rigidez da suspensão, sensibilidade do acelerador, rotação e velocidade das trocas de marcha, controle de estabilidade e tração, som do motor no interior da cabine e aparência do painel de instrumentos.

Para isso, basta selecionar um dos cinco modos de condução disponíveis: Normal, Esportivo, Escorregadio, Pista e Pista Drag. Também é possível configurar até seis modos de condução personalizados, usando os três modos de direção elétrica, os quatro modos de escapamento e os quatro modos de suspensão – disponíveis pela primeira vez na linha –, que prevalecem sobre a seleção automática.

 “O novo Mustang GT Performance tem uma dirigibilidade impressionante, extremamente agradável e previsível. As relações de direção mais rápidas, a dinâmica em curvas, a maior potência em linha reta e as respostas de aceleração e frenagem são muito superiores ao antigo GT e, em alguns aspectos, melhores também que as do Mach 1”, destaca Luís Gozzani, piloto de Testes e Engenharia Veicular da Ford.

Escape Magazine
Escape Magazine