Pesquisar
Close this search box.

Especialistas condenam dietas radicais e sugerem que não existe alimento proibido

Tema foi discutido durante o 3º Fórum Nacional de Nutrição, evento promovido pelo LIDE e pelo LIDE SAÚDE

 

 

A formação de hábitos alimentares saudáveis na população e a responsabilidade na promoção da saúde foram alguns dos temas abordados por pesquisadores, poder público e empresariado no 3º Fórum Nacional de Nutrição, evento promovido pelo LIDE e pelo LIDE SAÚDE, nesta quarta-feira, em São Paulo, para um publico de 302 participantes.

“Eventos como o Fórum são fundamentais para que possamos estabelecer parâmetros e regras sobre o que define uma alimentação saudável”, comentou Wilson Pollara, secretário-adjunto de Saúde do Estado de São Paulo que esteve presente na abertura do Fórum ao lado de Juan Carlos Marroquín, presidente da Nestlé; Claudio Lottenberg, presidente do LIDE SAÚDE e do Hospital Albert Einstein; Mauro Fisberg, pediatra e diretor do núcleo de dificuldades alimentares do Instituto PENSI; Luiz Fernando Furlan, chairman do LIDE e Gustavo Ene, CEO do LIDE.

Para Mauro Fisberg, também curador do evento, condenar uma escolha alimentar ou aderir a um modismo deve ser evitado. “Toda vez que se demoniza um alimento, comete-se um ato inconsequente”, afirmou Fisberg.

Com visão semelhante, Claudio Zanão, presidente da ABIMAPI (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos), ressaltou a importância de nos distanciarmos de uma alimentação restritiva. “Dietas radicais são prejudiciais à saúde. Alimentação equilibrada e atividade física são os fatores que determinarão uma vida saudável”, observou o presidente da ABIMAPI.

Dividido em quatro painéis, o Fórum trouxe aos participantes a oportunidade de refletir sobre outros tópicos, como a mudança nos padrões de alimentação. “Nós somos seres influenciáveis. Por isso, precisamos ter sempre à disposição opções nutritivas para quebrarmos com os hábitos alimentares negativos”, comentou Vera Rita de Mello Ferreira, psicanalista e consultora de psicologia econômica.

A nutricionista sanitarista, Sonia Tucunduva, levou em conta o aspecto da difusão informacional na formação de uma dieta saudável. “Nós temos que disseminar o conhecimento sempre que possível. Esse é o caminho para promover mais saúde”, ressaltou Sonia.

O 3º Fórum Nacional de Nutrição contou com o apoio de importantes empresas para sua realização. O patrocínio master foi da NESTLÉ, com apoio da ABIMAPI – Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos; BASF; SODEXO e TETRA PAK, com colaboração da DSM. ANTILHAS VAREJO, COMUNICARE CONSULTORIA DE COMUNICAÇÃO, CORPORATE IMAGE, ECCAPLAN, GRUPO RISOTOLÂNDIA, INFORMAR SAÚDE, QUEENSBERRY, STEELCASE e WEWI REFRIGERANTE ORGÂNICO foram fornecedores oficiais do evento. Foram media partners as rádios BANDEIRANTES AM/FM e BAND NEWS FM, o jornal DCI, PR NEWSWIRE, as revistas PENSE LEVE e LIDE e TV LIDE.  

 

abertura
Abertura
ary-bucione
Ary Bucione
claudio-lottenberg
Claudio Lottenberg
claudio-zanao
Claudio Zanao
debates-2
Debate
glaucia-pastore
Glaucia Pastore
juan-carlos-marroquin-luiz-fernando-furlan-gustavo-ene
Juan Carlos Marroquin, Luiz Fernando Furlan, Gustavo Ene
luiz-fernando-furlan
Luiz Fernando Furlan
marilia-nutti
Marilia Nutti
vera-rita-de-mello-ferreira
Vera Rita de Mello Ferreira



Escape Magazine
Escape Magazine