Pesquisar
Close this search box.

Salar de Uyuni: começa a temporada das mais belas paisagens no destino

O maior deserto de sal do mundo fica na Bolívia, um país que surpreende pelas paisagens de tirar o fôlego e diversas opções de experiências na natureza

O cenário da Bolívia encanta. Com uma paisagem diversificada e de inúmeras cores, o país convida os viajantes a mergulharem no que a natureza criou de mais belo ao longo da história. São montanhas, lagoas, gêiseres, vales rochosos com verdadeiros monumentos de pedra, cavernas… Mas, além de tudo isso, pode-se dizer que o Salar de Uyuni é o verdadeiro tesouro do destino.



Reconhecida como a maior e mais alta salina do mundo – são quase 12 mil quilômetros quadrados, localizadas a cerca de 3.700 metros acima do nível do mar –, Uyuni é um lugar que nos faz sentir pequenos diante de tanto esplendor.

Uma vez lá, o espírito de aventura preenche a mente dos visitantes. A bordo de veículos 4X4 é possível entrar de cabeça neste destino mágico – e que fique claro, a experiência está no trajeto e não apenas em um único lugar. Prepare-se para passar horas viajando, parando de tempos em tempos para vislumbrar o entorno.

Para isso, é necessário sempre ter os melhores guias e serviços – não é nada simples estar em um dos lugares mais inóspitos do planeta. A Hidalgo Tours é uma dessas agências que oferecem passeios com veículos próprios e tem uma equipe especializada em mostrar cada detalhe – neste ano, recebeu o prêmio Tripadvisor Travellers’ Choice 2023 pelo excelente atendimento, entrando para o ranking dos melhores perfis da plataforma.

São vários os itinerários que a Hidalgo oferece – e para qualquer tipo de viajante, não apenas os mais aventureiros. Há opções para quem está em busca de reconexão com a natureza, para grupos de amigos que desejam paisagens inspiradoras ou ainda recém-casados que estão em lua de mel – sem contar que é um local escolhido por muitos casais para cerimônias inesquecíveis.
 
Um passeio de três dias e duas noites é uma boa opção para conhecer os principais cenários. No primeiro dia, por exemplo, a parada é o Cemitério de Trens, onde podemos ver restos de locomotivas dos séculos 19 e 20, que foram abandonados e hoje servem como um parada cultural um tanto fantasmagórica – e muito instagramável. Outro ponto para visitar é o Vale das Rochas ou Itália Perdida, onde somos surpreendidos por rochas, muito irregulares e de formatos impressionantes. É o início de uma viagem com uma infinita variedade de paisagens, cores e texturas.


 
Para o segundo dia, o destino é a Laguna Colorada, onde estão os famosos flamingos-de-james, os únicos dessa espécie no mundo, além dos gêiseres no deserto Sol de Mañana. Em seguida, o passeio segue pela lagoa Chalviri e suas fontes termais e pelo Vale Dali – o nome é inspirado nas pinturas de Salvador Dali. No final da caminhada deste dia encontra-se a Laguna Verde, onde podemos observar a sua impressionante cor esmeralda bem como o magnífico Vulcão Licancabur.
 
No terceiro e último dia chegamos ao Salar de Uyuni, o local mais esperado de toda a viagem. Para chegar até lá, os carros 4X4 passam também pelos Ojos de Agua, pelo monumento de Dakar, pela Ilha Incahuasi – a ilha dos cactos de Uyuni –, pelo Vulcão Tunupa, entre outras tantas paisagens surpreendentes.
 
Neste mesmo dia, ao pôr do sol, o Salar proporciona um dos momentos mais mágicos da viagem. Com a ajuda da Hidalgo Tours, é possível ver a planície desértica salgada fundir-se com o horizonte, enquanto saboreamos um lanche gourmet com vinhos locais ou bebidas típicas.

Este é o Salar de Uyuni, na Bolívia, um lugar como nenhum outro no mundo, que proporcionará momentos únicos na natureza e que despertará todos os nossos sentidos.



ONDE FICAR

Situado à entrada do Salar, o Palacio de Sal é orgulhosamente o primeiro hotel construído inteiramente com blocos de sal. Tanto as paredes como o chão são de sal e, dentro de cada um dos seus 42 quartos, até as bases das camas são deste material.
O hotel tem uma história interessante: o proprietário, durante um passeio de bicicleta, ficou preso no Salar de Uyuni a temperaturas de -20°. Conseguiu sobreviver naquela noite e como um amante da região quis construir o único hotel 5 estrelas do Salar. Hoje, seu filho é o responsável pela administração da propriedade, que oferece serviços de alta qualidade, desde a gastronomia diferenciada, chamada Bolivian-fusion, que explora a culinária típica da região, até o spa conceito, com seus tratamentos com sal inspirados na cosmovisão andina e na sabedoria ancestral.

QUANDO VIAJAR

O Salar de Uyuni pode ser visitado o ano todo, mas dependendo da época a paisagem muda. É importante saber que o período das chuvas ocorre de dezembro a março e é o momento certo para tirar fotos e fazer vídeos, pois poderemos apreciar os melhores reflexos do céu no deserto de sal.

Por outro lado, durante a estação seca que ocorre de abril a novembro, os dias são ensolarados e secos, e as noites frias e estreladas. Esta temporada nos permite acessar todos os lugares que não são possíveis na época das chuvas, como a Ilha Incahuasi e o Vulcão Tunupa.
Escape Magazine
Escape Magazine