Pesquisar
Close this search box.

RODRIGO LAMPREIA EMPOLGA A GALERA EM EDIÇÃO PAULISTA DE SAMBINHA

por Alberto Fers

Na década de 1920, a Casa das Caldeiras abrigava as caldeiras vindas da Europa e que produziam energia para todo o parque industrial que se erguia pelas mãos do Conde Matarazzo. Quase 100 anos depois o espaço, na Av. Francisco Matarazzo, tornou-se um majestoso espaço de eventos.

E foi neste ambiente tão memorável para a sociedade paulistana que o cantor e compositor carioca Rodrigo Lampreia comandou a edição paulista de Sambinha, festa famosa nas terras fluminenses e que desembarcou pela primeira vez na terra da garoa, organizada pela Haute.

A festa começou às 17 horas, mas foi por volta das 21 que o clima pegou fogo. Com um jeito carismático, Rodrigo envolveu o público jovem, divertido e descolado que gritava para acompanhar as letras das músicas, com muita dança e descontração.

E erra quem acha que Rodrigo ficou apenas no samba. O cantor e sua banda passaram por sons como sertanejo, clássicos do MPB e até axé music.

E que venham novas pontes aéreas!

sambinha


RODRIGO LAMPREIA EXCITES PEOPLES IN SAMBINHA SÃO PAULO EDITION

In the 1920s, the ‘Casa das Caldeiras’ coming home to the boilers in Europe and producing energy for the whole industrial park that stood at the hands of Count Matarazzo. Almost 100 years later the space, located on Av. Francisco Matarazzo, became a stately home events.

And that was so memorable environment for Sao Paulo society that the singer and songwriter of Rio de Janeiro Rodrigo Lampreia managed the São Paulo edition of Sambinha, famous party in Rio de Janeiro and land that first landed in the land of drizzle, organized by Haute.

The party started at 17 hours, but it was around 21 that the weather caught fire. With a charismatic way, Rodrigo involved the young, fun and hip audience that shouted to accompany the lyrics, with lots of dancing and relaxation.

And err who think Rodrigo was only in samba. The singer and his band went through sounds like swing, classic MPB and up to axé music.

And what will new air bridges!

Escape Magazine
Escape Magazine