Pesquisar
Close this search box.

Bahamas: um giro 360º pela história, cultura e experiências únicas do destino caribenho

Julia Paiva

Nada se compara a sensação de chegar nas Bahamas. Logo da janela do avião, a ansiedade já vem à tona ao observar a imensidão do oceano em diferentes contrastes fluorescentes em tons de azul nas mais de 700 ilhas que a cercam. Mas, Bahamas vai muito além das praias paradisíacas. Ela é conhecida por abrigar hotéis de renome mundial, uma gastronomia peculiar e faz com que cada viajante tenha uma percepção diferente através da rica história e cultura, com costumes que permanecem até os dias de hoje, principalmente na capital Nassau.

Os ingleses tomaram Bahamas dos espanhóis em 1647 e apenas em 1717 o destino passou a ser colônia da coroa britânica. Em 1973 o país finalmente teve sua independência decretada e 50 anos depois bateram recorde de visitantes, atingindo 8 milhões de turistas em 2023.

Para quem quer viver a história, é imprescindível não visitar alguns dos pontos mais importantes de Nassau, como o Fort Fincastle, construído em 1793 em formato de navio no ponto mais alto da ilha para proteger o porto e confundir piratas e invasores, além da escadaria da rainha, uma forma singela de homenagear a Rainha Vitória, responsável pela abolição da escravatura no Império Britânico.

Outro ponto importante da cultura bahamense é o Junkanoo, uma espécie de ‘Carnaval’, celebrado nos feriados de Natal e Ano Novo, quando a população sai nas ruas com fantasias feitas a mão. As produções criativas são produzidas com papéis, papelões, cola e muito brilho. De acordo com Arlene Nash-Ferguson, a festa foi criada há mais de 100 anos, quando os escravos tinham apenas três dias de folga e aproveitavam para festejar. Professora de formação, ela é responsável pelo Educulture Junaknoo Museum, um centro educacional no centro de Nassau onde os visitantes podem aprender mais sobre a cultura Junkanoo e se esbaldar no ritmo do festival tocando os instrumentos clássicos.

Bahamas também é conhecida pelo rum, tanto que uma de suas guloseimas mais aclamadas é o famoso “rum cake”. No centro de Nassau, há uma loja totalmente dedicada à sobremesa, onde os turistas podem conhecer sua produção ou aproveitar outros sabores exóticos, como o de piña colada. Para quem ama tours diferentões, a dica é ir até a famosa destilaria John Watling. Ali, é possível conhecer mais sobre a história e processo da bebida, além de degustar coquetéis artesanais.

Os hotéis de renome mundial também são símbolos de diversão

Os hotéis de luxo do destino também são pontos de diversão, principalmente durante os dias chuvosos ou com fortes ventanias. O complexo Baha Mar, por exemplo, detentor das marcas SLS, Grand Hyatt e Rosewood nas Bahamas possui o maior cassino do Caribe, além de restaurantes 5 estrelas e o ESPA, vencedor do prêmio ‘World Luxury SPA Awards 2023’, com tratamentos holísticos, personalizados e rejuvenescedores. Além disso, o complexo conta com inúmeras piscinas, um beach club exclusivo, parque aquático, um club de golf, academia e proporciona inúmeras atividades, como snorkel, caiaque e yoga com os famosos flamingos que cercam a região.

Dentre os principais restaurantes, está o ‘Marcus at Baha Mar’, no Grand Hyatt, assinado pelo renomado chef Marcus Samuelsson, natural da Etiópia e responsável por uma rede de restaurantes 5 estrelas nos Estados Unidos. A casa preza por um menu surf & turf com iguarias típicas de Bahamas em um ambiente praiano intimista. Já nas instalações do Rosewood, o restaurante francês ‘Café Boulud’, inspirado nas quatro musas culinárias do chef Daniel Boulud (La Tradition, La Saison, La mer, Le Voyage) apresenta uma experiência única. Os drinks, além do autêntico risoto francês com camarão e o petit gateau, são um destaque à parte.

Nas acomodações, o hóspede pode desfrutar de momentos de relaxamento independente da categoria de quarto. Seja com vista para o oceano ou jardim, as suítes esbanjam conforto, requinte e praticidade. Que tal tomar um banho de banheira observando a imensidão do oceano e, ao mesmo tempo, assistir um bom filme na TV?

Outra opção para aproveitar os momentos no destino caribenho é explorar o Atlantis, um dos hotéis mais conhecidos do país. Localizado em Paradise Island, o complexo gigante apresenta um parque aquático integrado, cassino, 3 praias privadas, 14 aquários, 21 restaurantes, 19 bares e até balada exclusiva para curtir a noite. Sua arquitetura é inspirada na época dos faraós e há inúmeros tipos de categorias, feitas de acordo com a preferência, gosto e bolso de cada hóspede.

Para uma experiência gastronômica certeira, a dica é conhecer o ‘Fish by José Andrés’, restaurante 5 estrelas situado nas instalações do The Cove Atlantis. O chef José Andrés, natural da Espanha e ganhador de 2 estrelas Michelin em 2016 e 2017, apostou em uma gastronomia contemporânea e proporciona um menu criativo, principalmente nos pratos com frutos do mar.

Como chegar nas Bahamas

Há duas maneiras para chegar nas Bahamas. A primeira, com voos saindo do Panamá (via Copa Airlines) ou Miami e Orlando (via American Airlines). A outra opção é através dos cruzeiros, principalmente saindo da Flórida, onde é possível realizar um city tour de um dia e aproveitar as opções tanto no destino em si, como dentro dos hotéis.

https://www.bahamas.com/pt

https://bahamar.com/

https://www.atlantisbahamas.com/

@visitthebahamas @jupaiva_ @inescapemagazine

Julia Paiva
Julia Paiva